Quem é quem

Tiago Gonçalves

Consultor de e-Learning, Instructional Designer e e-Learning Developer há mais de 10 anos. Comexperiência em Articulate Studio e Storyline. Para além das competências na área do desenvolvimento de conteúdos, também possui experiência com Moodle, mais precisamente na instalação, costumização e gestão. Durante este último ano, tem aprofundado as teorias de Gamification.

Categorias: Consultor, Perito
Entidade: Particular
Quem é quem

Célio Gonçalo Marques

Célio Gonçalo Marques é Professor da Unidade Departamental de Tecnologias de Informação e Comunicação do Instituto Politécnico de Tomar, exercendo também as funções de Presidente do Conselho Técnico-Científico da Escola Superior de Gestão e de Vice-Director do Centro de eLearning do Instituto Politécnico de Tomar. Possui licenciatura em Informática e Gestão, mestrado em Comunicação Educacional Multimédia, pós-graduação em Técnicas e Contextos de e-Learning e doutoramento em Ciências da Educação, área de Tecnologia Educativa. Colaborou com o Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (Universidade de Lisboa) e com a Universidade Lusíada de Lisboa na lecionação de várias unidades curriculares de mestrado, tendo também sido convidado para lecionar no Instituto Superior de Educação da Universidade de Cabo Verde. Esteve envolvido em projetos relacionados com a informática na educação e prestou consultoria informática a várias empresas. Em termos internacionais esteve em missões de ensino na Universidade de Yasar (Izmir, Turquia), na Universidade de Vilnius (Vilnius, Lituânia) e na Universidade de Ciências Aplicadas Eszterházy Károly (Eger, Hungria) e é membro do comité editorial de várias revistas, entre elas, Electronic Learning, Information and Communication: Theory and Practice. É autor de diversas publicações nacionais e internacionais, entre elas, o livro “Os Hipermédia no Ensino Superior” e tem estado na organização de vários eventos científicos e técnicos, entre eles, o “Encontro sobre Jogos e Mobile Learning” (Universidade de Coimbra, 2012 e 2014) e o “Encontro sobre Web 2.0” (Universidade do Minho, 2008) do qual resultou o livro “Manual de Ferramentas da Web 2.0 para Professores” editado pelo Ministério da Educação. É também investigador do Centro de Administração e Políticas Públicas da Universidade de Lisboa e colaborador do Centro de Investigação em Educação da Universidade do Minho.

Curriculum Vitae: http://www.degois.pt/visualizador/curriculum.jsp?key=9617437441412951
Categorias: Consultor, Formador, Professor
Entidade: Instituto Politécnico de Tomar
Repositório

Dinâmicas de MOODLiz@ção num agrupamento de escolas de Matosinhos: o caso do agrupamento vertical de escolas de Leça da Palmeira/Santa Cruz do Bispo

Tese de Doutoramento em Multimédia em Educação. O advento da Internet e da Web, na década de 1990, a par da introdução e desenvolvimento das novas TIC e, por consequência, a emergência da Sociedade da Informação e do Conhecimento, implicaram uma profunda alteração na forma de análise dos processos de ensino-aprendizagem, já não apenas segundo um prisma cognitivista, mas, agora, também social, isto é, segundo a(s) perspetiva(s) construtivista(s). Este estudo entronca precisamente na análise de um sistema ou plataforma tecnológica de gestão de aprendizagens (Learning Management System – LMS), o MOODLE, procurando-se, deste modo, dar resposta ao reconhecimento de que “urge investigar sobre a utilização real e pedagógica da plataforma” (Carvalho, 2007:27). Por outro lado, não descurando o rol de interrogações de outros investigadores em torno da utilização do MOODLE, nem enveredando pelas visões mais céticas que inclusive pressagiam a sua “morte” (Fernandes, 2008b:134), também nós nos questionamos se esta ferramenta nem sequer vai conseguir transpor “a fase de final de entusiasmo, e tornar-se uma ferramenta de minorias e de usos ocasionais?” (Fernandes, Op. cit.:133).

Ano: 2013
Autor(es): Rui Guimarães Lima
Editora: Tese de Doutoramento
Quem é quem

José Carvalho

Licenciado em Ensino de Português-Francês, especializado em recursos didáticos e pós-graduado em Sistema de Informação pela Universidade do Minho. Colaborou nos primeiros passos do RepositóriUM da Universidade do Minho e no projeto Bumerang, uma aplicação p2p para partilha de conhecimento. Foi colaborador do Centro e-Learning da TecMinho como técnico pedagógico e gestor das tecnologias de apoio ao e-Learning e m-Learning. Esteve, ainda, envolvido na criação do repositório aberto de conteúdos educativos. Desde Julho de 2008 que integra o Gabinete de Projetos Open Access dos Serviços de Documentação da Universidade do Minho e está afecto à gestão de projetos nacionais e internacionais (RCAAP, Necobelac, Foster).

Categorias: Consultor, Formador, Perito
Repositório

Moodle 2 para Professores

Redigido de forma clara e direta, este livro vai dotá-lo dos conhecimentos e aptidões necessárias à criação de conteúdos e atividades pedagógicas, potenciando o desempenho do papel de Professor. Simultaneamente acessível e abrangente, explica, através de instruções simples e imagens, como funciona este ambiente de aprendizagem, proporcionando exemplos de boas práticas e sugestões para tirar o melhor partido do Moodle 2.

Ano: 2012
Autor(es): António Vilela
Editora: Ed-Rom - Produção de Conteúdos Multimédia, Lda.
Repositório

A Acessibilidade das Plataformas de Elearning em Instituições de Ensino Superior Público em Portugal: Contributos Iniciais

Num mundo cada mais monopolizado pelas tecnologias da informação e da comunicação em que o ensino e a educação passam, cada vez mais, por uma modalidade de elearning, a acessibilidade é um conceito que se distingue pela sua utilidade. Estudos efetuados sobre a acessibilidade dos sites da Administração Pública em Portugal revelam lacunas graves no cumprimento da legalidade. A legislação (Lei nº 36/2011 e RCM 91/2012) existente em Portugal está ainda longe de ser cumprida com efetividade. O recente estudo da unidade Acesso (2013) mostrou, ainda, que a acessibilidade dos sítios web das instituições de ensino superior português se encontra com um índice de conformidade com as WCAG que está no limiar da avaliação das notas positivas. Por estes dois motivos, o presente estudo procura analisar a acessibilidade da página inicial das plataformas de elearning das instituições de ensino superior públicas de Portugal. Foi através do validador automático AcessMonitor criado pela Unidade Acesso da FCT que se efetuou uma análise por instituição, índice e nível de conformidade e principais erros das página iniciais das plataformas de elearning de acordo com as Diretrizes de Acessibilidade para o Conteúdo Web 2.0 das instituições de ensino superior públicas portuguesas que tenham uma plataforma ‘mãe’, excluindo-se desta análise aquelas que não satisfaçam este requisito. Os resultados obtidos revelaram que no domínio das instituições de ensino superior público português as página iniciais das plataformas de elearning manifestam graves falhas tanto no índice como no nível de conformidade para com as referidas diretrizes e os principais erros são comuns aos dois grupos de instituições de ensino superior analisadas.

Ano: 2014
Autor(es): Cecília Cristina dos Reis Tomás
Quem é quem

António Vilela

Director Geral da ED-ROM – Produção de Conteúdos Multimédia desde 2002, empresa Moodle Partner em Portugal, vocacionada para a produção de conteúdos multimédia para a área do e-learning. Responsável pela implementação de Plataforma de ensino on-line em diversos clientes da ed-rom como o Instituto de Meteorologia, o INDEG/ISCTE, o Instituto de Formação Bancária de Moçambique, o Ministério dos Negócios Estrangeiros, o Instituto de Meteorologia, entre outros. A paixão pelo e-learning começou em 1997, com a sua grande participação o projeto de sensibilização para a Engenharia Financeira promovido pelo IAPMEI e consubstanciou-se no ano 2000, sendo responsável pela implementação de um curso de pós-graduação em Finanças totalmente online no CEMAF/ISCTE, ficando assim para sempre associado a estas iniciativas pioneiras de e-learning em Portugal. Movido pela crença que era possível fazer e-learning de qualidade, por um custo aceitável, e que a qualidade não se mede pela quantidade de botões, imagens, vídeos e animações, mas sim pela capacidade de motivar os alunos, pela eficácia pedagógica e pelos resultados de aprendizagem obtidos, quando foi confrontado com o projeto Moodle, teve um caso de amor à primeira vista. Em 2006 fechou finalmente o acordo de parceria com o Moodle tornando a ED-ROM na única empresa Moodle Partner em Portugal.

Categorias: Consultor, Formador, Professor
Entidade: ED-ROM – Produção de Conteúdos Multimédia
Quem é quem

André Anjos

Inicia o seu percurso como gestor de conteúdos na plataforma de e-Learning do Instituto Nacional de Administração, tendo acompanhado a gestão de várias ações de formação profissional em e-Learning e b-Learning. Participou no desenho e conceção de recursos tecnicopedagógicos através de ferramentas de autor, assim como foi instructional designer em várias ações de formação em e-Learning. Foi administrador do sítio comunidades@ina, no qual participou enquanto facilitador de várias comunidades de prática orientadas para as temáticas da Administração Pública e da Governança. Atualmente, é o administrador das tecnologias de suporte à formação a distância na Direção-Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas, onde exerce funções como técnico superior, e participa em vários projetos relacionados com as tecnologias da informação, e-Learning e desenvolvimento organizacional.

Categorias: Consultor
Entidade: Direção-Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas