Projeto

UNorteX – Universidade do Norte Extension School

O projeto UNorteX.pt pretende apostar no desenvolvimento de uma estrutura de gestão e implementação de cursos a distância no âmbito do consórcio UNorte.pt, envolvendo infraestrutura, equipamento e desenvolvimento de uma estratégia de articulação da oferta educativa das instituições envolvidas.
Pretende-se reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação na região de intervenção: Norte de Portugal.

Entidades beneficiárias: Universidade do Porto, Universidade do Minho e Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Esta operação pretende dotar o consórcio da infraestrutura necessária, sendo os objetivos específicos da operação os seguintes:

– Desenvolvimento de uma infraestrutura comum para a educação a distância, que permita a produção e oferta de MOOCs (Massive Open Online Courses) e outros modelos de formação oferecidos em regime de e-learning e b-learning;
– Desenvolvimento de regras comuns para a creditação interinstitucional de MOOCs e outros cursos de educação a distância;
– Contribuição para a modernização tecnológica e pedagógica na área da educação a distância, tanto nos cursos conferentes de grau, como na educação contínua;
– Aumento do acesso a formação a novos públicos, seja ao nível da formação pós-graduada conferente de grau, como ao nível da formação ao longo da vida;
– Facilitar a expansão da oferta formativa das instituições do consórcio U.Norte.pt nos países de língua portuguesa;
– Assegurar a coordenação de esforços para a criação de uma oferta formativa partilhada;
– Desmaterializar o processo de formação, avaliação e certificação.

Data: 2017 - 2020
Promotor: Universidade do Porto
Projeto

Skills4Smartex – Smart textiles for STEM Training

O projeto “Skills4Smartex” é um projeto com o objetivo principal de melhorar o conhecimento, as competências e a empregabilidade dos alunos de Formação Profissional nos campos relacionados com as STEM (Ciências, Tecnologias, Engenharias, Matemática), fornecendo instrumentos de formação adequados para compreender o trabalho multidisciplinar através de têxteis inteligentes.
Um dos outputs deste projeto transnacional será um curso b-learning sobre Têxteis Inteligentes, estimulando o pensamento multidisciplinar.

Projeto financiado ao abrigo do programa Erasmus+.

Parceria:
INCDTP (Bucareste, Roménia) – coordenação
TecMinho (Portugal)
Universidade de Ghent (Bélgica)
Universidade de Maribor (Eslovénia)
Universidade Técnica “Gh. Asachi” (Iasi, Roménia)
TZU – The Textile Testing Institute (Brno – República Checa)

Data: 2018 - 2020
Promotor: INCDTP
Quem é quem

Mariana Barros

Mestre em Ciências Educação com Especialização em Educação e Formação de Adultos pela Universidade de Coimbra, Mariana Barros é formadora nos cursos de Especialização EaD (E-Learning) em Organização e Gestão da Formação, em Gestão de Recursos Humanos e coordenadora dos cursos de Formação pedagógica inicial de Formadores, homologados pelo IEFP. Faz parte da Equipa de coordenação e gestão dos cursos homologados pela ACT. Atualmente, desempenha funções de Coordenadora da Formação na Twofold – Academia de Formação.

Categorias: Formador, Perito
Entidade: Twofold - Academia de Formação
Quem é quem

Joana A. P. Fernandes da Costa

Joana Costa é licenciada em Educação, pré-especialização em Educação de Adultos e Intervenção Comunitária, possui o grau de Mestre em Educação com Especialização em Educação de Adultos e é pós-graduada em Gestão de Recursos Humanos pela Universidade do Minho. Foi autora de um dos primeiros estudos sobre o impacto do processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências na vida dos adultos certificados. Atualmente desempenha funções de Gestora da Formação , Coordenadora Científica e E-Formadora na Twofold – Academia de Formação.

Categorias: Formador, Perito
Entidade: Twofold - Academia de Formação
Projeto

Inclusive Tourism

O projeto internacional “Inclusive Tourism – Turismo Inclusivo” visa apoiar a inserção profissional de pessoas com deficiência no âmbito do Turismo Acessível e Inclusivo (setor do Turismo). O principal objetivo é o desenvolvimento de ferramentas formativas inovadoras para aumentar as competências das Pessoas com Deficiência, dos formadores e técnicos que com elas trabalham e dos profissionais do setor do Turismo como forma de melhorar a empregabilidade das Pessoas com Deficiência no contexto do Turismo Inclusivo.

Os materiais formativos produzidos serão traduzidos para 4 línguas diferentes: Português, Espanhol, Esloveno e Inglês e serão alojados numa plataforma aberta e acessível à comunidade em geral, com um curso online.

Projeto financiado com o apoio da Comissão Europeia, no âmbito do Programa Erasmus +.

Parceria:
– Câmara do Comércio de Valência (Espanha)
– AMICA (Espanha)
– CUDV Draga (Eslovénia)
– CPU (Eslovénia)
– PERFIL (Portugal)
– CERCIGUI (Portugal)

Data: 2017 - 2019
Promotor: Câmara do Comércio de Valência
Projeto

TOUR4all

O projeto Desenvolvimento de Módulo de Formação sobre Turismo Acessível para Cursos Profissionais de Turismo (TOUR4ALL) é financiado pelo Programa ERASMUS+ e tem como principal objetivo o desenvolvimento de um módulo e-learning sobre Turismo Acessível para estudantes do ensino profissional, professores / formadores e profissionais de turismo. Recursos humanos melhor formados proporcionarão melhores serviços e o setor do turismo e a sociedade beneficiarão dessa formação. No final do projeto, o estudo e o módulo estarão disponíveis gratuitamente numa plataforma online.

Parceria: CEPROF – Centros Escolares de Ensino Profissional Lda. (PT), Ovar Forma – Ensino e Formação Lda. (PT), INOVAMAIS- Serviços de Consultadoria em Inovação Tecnológica S.A. (PT), The Lithuanian Association of People with Disabilities (LT), CSC- Centro per lo Sviluppo Creativo Danilo Dolci (IT), Fondazione M.E.T.A – Musei Eventi Turismo Alghero (IT), EfVET – European Forum of Technical and Vocational Education and Training (BE), STEP – Stage Within European Programmes, S.L. (E), IHK – Projektgesellschaft (DE).

Financiamento: programa Erasmus+

Data: 2016 - 2016
Promotor: CEPROF – Centros Escolares de Ensino Profissional Lda.
Projeto

LEARNINGTEX

O projeto LEARNINGTEX pretende desenvolver um curso WBL (Work Based Learning) com uma abordagem MOOC (Massive Open Online Course) baseada em REA (Recursos Educacionais Abertos) sobre tecnologias avançadas para controle de qualidade têxtil, não apenas para funcionários têxteis desatualizados, mas também para trabalhadores inexperientes que acabaram de terminar seus estudos. O curso será orientado para funcionários de têxteis e estudantes interessados em atualizar conhecimentos sobre tecidos, máquinas e aplicação de novas tecnologias para melhorar os processos de controle de qualidade e reduzir custos.
O curso a desenvolver consistirá em duas partes fortemente orientadas para as necessidades dos RH, ambos baseados numa metodologia inovadora, desenvolvendo um Recurso Educacional Aberto (REA) moldado num MOOC. No final do projeto, será realizado um curso piloto em Portugal e Espanha, com visitas às instalações dos parceiros do consórcio do setor têxtil (CITEVE, AITEX e UPV).

Ano: 2016
Promotor: AITEX
Repositório

Avaliação de um Curso Online Desenvolvido para Estudantes de Engenharia: Estudo do Caso “Certificado de Infoliteracia”

O ensino à distância no ensino superior tem crescido muito nos últimos anos por força da ubiquidade da tecnologia e da consequente necessidade das instituições académicas corresponderem a uma procura de cursos à distância por parte de novos públicos, mantendo-se assim atualizadas e competitivas no mercado da educação. As Bibliotecas universitárias acompanham esta tendência disponibilizando cursos em infoliteracia, um conjunto de conhecimentos e competências no domínio da informação que se inserem no âmbito das “soft skills” que o paradigma da aprendizagem ao longo da vida na era digital valorizou e que o ensino superior tem vindo cada vez mais a integrar na sua oferta por serem promotoras do sucesso académico dos estudantes. O presente estudo tem como objetivo fazer uma avaliação do “Certificado de Infoliteracia”, um curso e-learning desenvolvido pela Biblioteca da FEUP para estudantes dos vários ciclos de estudo da referida instituição. A avaliação realizada pretendeu aferir qual o grau de eficácia e eficiência desse curso no desenvolvimento de competências de infoliteracia nesses estudantes, qual o grau de atualização do curso em relação a referenciais de boas práticas na área do ensino à distância e que melhorias se poderia implementar, se necessário, para que o curso promova o sucesso académico desses estudantes. Usando uma abordagem combinada de métodos quantitativos e qualitativos, esta investigação faz um estudo de caso que analisa dados obtidos durante o 1º semestre do ano letivo de 2015-2016, relacionados com as perceções, o desempenho e a satisfação dos estudantes do curso de Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação (MIEIC) da FEUP inscritos na unidade curricular “Preparação da Dissertação” (PDIS) do 5º ano do curso. Os dados quantitativos foram recolhidos a partir de instrumentos diversos: questionário de perceções em modo pré e pós-teste, teste diagnóstico, vários testes com perguntas de escolha múltipla do curso, questionário de satisfação e questionário de autoavaliação do curso. Os dados qualitativos foram obtidos a partir da análise de conteúdo dos trabalhos entregues na UC PDIS. Os resultados mostram que o curso não está a ser eficaz nem eficiente, muito embora haja evidências positivas do seu impacto no desempenho dos estudantes. O resultado da avaliação das perceções revelou que os estudantes têm uma confiança elevada nos seus conhecimentos e competências, no entanto no teste diagnóstico revelaram dificuldades a determinados níveis. No desempenho no curso os estudantes tiveram resultados muito bons, todavia o desempenho nos trabalhos de PDIS demonstrou problemas ao nível da estrutura dos resumos, da natureza das fontes e da citação e referenciação. Na satisfação os resultados obtidos mostram que os estudantes estão satisfeitos com o curso e valorizam grande parte das caraterísticas relacionadas com o acesso imediato a recursos online e com a aprendizagem independente, não mostrando interesse na interação com os pares ou com o formador. Os resultados da autoavaliação do curso demonstram o cumprimento de uma pequena parte dos critérios de boas práticas e de excelência. São discutidas melhorias do curso na sequência da análise deste conjunto de resultados. Conclui-se que a qualidade do curso é deficitária, sofrendo de diversos problemas. O mais significativo é o da falta de alinhamento entre necessidades do público-alvo e os objetivos, atividades e conteúdos do mesmo. Conclui-se também que o curso não cumpre com o referencial de boas práticas. Propõe-se melhorias na área do desenho instrucional e das boas práticas em ensino à distância e recomenda-se um modelo de desenho instrucional para o seu redesenho que deverá iniciar-se com a fase de análise das necessidades, após redefinição do público-alvo, bem como com uma avaliação e reformulação cuidadas das perguntas de escolha múltipla nos testes do curso. Com este estudo espera-se poder contribuir para um maior conhecimento a nível nacional acerca da experiência de avaliação de cursos e-learning, beneficiando em particular cursos online em infoliteracia implementados por bibliotecas universitárias cujo impacto as mesmas pretendam avaliar.

Ano: 2016
Autor(es): Teresa Alexandra Cardoso de Oliveira Ramos
Editora: Universidade do Porto, Faculdade de Engenharia
Repositório

Fatores críticos de sucesso de âmbito institucional para a implementação de e-learning no ensino superior: um estudo nas universidades portuguesas

Este estudo tem como principal foco analisar os fatores de relevo associados à dimensão institucional no desenvolvimento de programas de e-learning no contexto do Ensino Superior. Em específico procura-se identificar os fatores organizacionais que potenciam e inibem o processo de desenvolvimento do e-learning, elegendo como campo de análise o ensino universitário e politécnico público português.

Ano: 2017
Autor(es): João Monteiro, Neuza Pedro
Editora: Indagatio Didactica, CIDTFF, Universidade de Aveiro
Repositório

Um comparativo de métodos de usabilidade pedagógica em ambientes virtuais de aprendizagem

A crescente adesão das instituições de ensino ao ensino a distância mediado por  Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) tem apresentado novos desafios ao próprio conceito de usabilidade ao repensar os objetivos, instrumentos e métricas associadas à avaliação da mesma. No atual contexto da educação online, não são ainda claras as convergências e divergências existentes na definição dos princípios e critérios da usabilidade pedagógica aplicáveis em Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA). Importa trabalhar em prol da clarificação do conceito de usabilidade pedagógica e contribuir para que esta discussão se torne mais profícua, e neste mister proporcionar o seu avanço. O objetivo deste trabalho foi apresentar perspetivas sobre o conceito e os critérios de avaliação da usabilidade pedagógica em AVA, com a apresentação de quadros com técnicas e heurísticas de avaliação de usabilidade, com o propósito de contribuir para o desenvolvimento e consolidação do conceito e elucidação dos seus princípios. Nesta análise, foi-nos possível constatar aspectos comuns e aspectos singulares de cada perspectiva apresentada, sendo que alguns elementos associados ao conceito de usabilidade pedagógica estão proeminentes. Por fim, neste comparativo parece-nos ter ficado evidente que a usabilidade pedagógica e a usabilidade técnica são inalienáveis pela necessidade recíproca. Bem como, a usabilidade pedagógica deve estar presente no curso online, no material didático e nas atividades que possibilitam o processo de ensino-aprendizagem. E sobretudo, parece-nos essencial para a garantia da qualidade das experiências de aprendizagem em contextos baseados na web, imprescindível: (a) abordar o conceito e; (b) a prática da avaliação de usabilidade com caráter dicotómico, quais sejam: uma dimensão mais tecnológica e outra dimensão mais pedagógica.

Ano: 2017
Autor(es): Viviane Silva, Ana Cecília Hilário, Ranniéry Souza, Maria João Gomes.
Editora: Centro de Competência em Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação da Universidade do Minho