Projeto

TAD: The Ability Advisor

O projeto “TAD – The Ability Advisor”  visa contribuir para que a Europa se torne um destino verdadeiramente acessível para todos os visitantes, formando profissionais do setor do turismo através de uma abordagem de aprendizagem baseada no trabalho. Irá preparar, testar e apresentar o perfil profissional de um “Ability Advisor/Consultor de Turismo Acessível” cuja missão e conhecimentos ajudarão as PME no setor do turismo a desenvolver os seus negócios e a melhorar os seus serviços para o mercado do turismo acessível. O projeto irá lançar um um curso de formação em b-learning que incluirá incluirá uma fase de “work based learning” (WBL) envolvendo as PME, e será amplamente divulgado entre as entidades de Educação e Formação Vocacional (VET) e outras partes interessadas, tanto a nível local, nacional e europeu.

Projeto financiado ao abrigo do programa Erasmus+.

Parceria:
Public institution Panevezys Labour Market Training Centre (Lituânia) – coordenação
European Network for Accessible Tourism non-profit association (Bélgica)
Bluebook s.r.l. (Itália)
ENGIM – Piemonte Vocational Training Organisation (Itália)
TecMinho (Portugal)

 

Data: 2017 - 2019
Promotor: Public institution Panevezys Labour Market Training Centre
Projeto

LEARNINGTEX

O projeto LEARNINGTEX pretende desenvolver um curso WBL (Work Based Learning) com uma abordagem MOOC (Massive Open Online Course) baseada em REA (Recursos Educacionais Abertos) sobre tecnologias avançadas para controle de qualidade têxtil, não apenas para funcionários têxteis desatualizados, mas também para trabalhadores inexperientes que acabaram de terminar seus estudos. O curso será orientado para funcionários de têxteis e estudantes interessados em atualizar conhecimentos sobre tecidos, máquinas e aplicação de novas tecnologias para melhorar os processos de controle de qualidade e reduzir custos.
O curso a desenvolver consistirá em duas partes fortemente orientadas para as necessidades dos RH, ambos baseados numa metodologia inovadora, desenvolvendo um Recurso Educacional Aberto (REA) moldado num MOOC. No final do projeto, será realizado um curso piloto em Portugal e Espanha, com visitas às instalações dos parceiros do consórcio do setor têxtil (CITEVE, AITEX e UPV).

Ano: 2016
Promotor: AITEX
Repositório

Avaliação de um Curso Online Desenvolvido para Estudantes de Engenharia: Estudo do Caso “Certificado de Infoliteracia”

O ensino à distância no ensino superior tem crescido muito nos últimos anos por força da ubiquidade da tecnologia e da consequente necessidade das instituições académicas corresponderem a uma procura de cursos à distância por parte de novos públicos, mantendo-se assim atualizadas e competitivas no mercado da educação. As Bibliotecas universitárias acompanham esta tendência disponibilizando cursos em infoliteracia, um conjunto de conhecimentos e competências no domínio da informação que se inserem no âmbito das “soft skills” que o paradigma da aprendizagem ao longo da vida na era digital valorizou e que o ensino superior tem vindo cada vez mais a integrar na sua oferta por serem promotoras do sucesso académico dos estudantes. O presente estudo tem como objetivo fazer uma avaliação do “Certificado de Infoliteracia”, um curso e-learning desenvolvido pela Biblioteca da FEUP para estudantes dos vários ciclos de estudo da referida instituição. A avaliação realizada pretendeu aferir qual o grau de eficácia e eficiência desse curso no desenvolvimento de competências de infoliteracia nesses estudantes, qual o grau de atualização do curso em relação a referenciais de boas práticas na área do ensino à distância e que melhorias se poderia implementar, se necessário, para que o curso promova o sucesso académico desses estudantes. Usando uma abordagem combinada de métodos quantitativos e qualitativos, esta investigação faz um estudo de caso que analisa dados obtidos durante o 1º semestre do ano letivo de 2015-2016, relacionados com as perceções, o desempenho e a satisfação dos estudantes do curso de Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação (MIEIC) da FEUP inscritos na unidade curricular “Preparação da Dissertação” (PDIS) do 5º ano do curso. Os dados quantitativos foram recolhidos a partir de instrumentos diversos: questionário de perceções em modo pré e pós-teste, teste diagnóstico, vários testes com perguntas de escolha múltipla do curso, questionário de satisfação e questionário de autoavaliação do curso. Os dados qualitativos foram obtidos a partir da análise de conteúdo dos trabalhos entregues na UC PDIS. Os resultados mostram que o curso não está a ser eficaz nem eficiente, muito embora haja evidências positivas do seu impacto no desempenho dos estudantes. O resultado da avaliação das perceções revelou que os estudantes têm uma confiança elevada nos seus conhecimentos e competências, no entanto no teste diagnóstico revelaram dificuldades a determinados níveis. No desempenho no curso os estudantes tiveram resultados muito bons, todavia o desempenho nos trabalhos de PDIS demonstrou problemas ao nível da estrutura dos resumos, da natureza das fontes e da citação e referenciação. Na satisfação os resultados obtidos mostram que os estudantes estão satisfeitos com o curso e valorizam grande parte das caraterísticas relacionadas com o acesso imediato a recursos online e com a aprendizagem independente, não mostrando interesse na interação com os pares ou com o formador. Os resultados da autoavaliação do curso demonstram o cumprimento de uma pequena parte dos critérios de boas práticas e de excelência. São discutidas melhorias do curso na sequência da análise deste conjunto de resultados. Conclui-se que a qualidade do curso é deficitária, sofrendo de diversos problemas. O mais significativo é o da falta de alinhamento entre necessidades do público-alvo e os objetivos, atividades e conteúdos do mesmo. Conclui-se também que o curso não cumpre com o referencial de boas práticas. Propõe-se melhorias na área do desenho instrucional e das boas práticas em ensino à distância e recomenda-se um modelo de desenho instrucional para o seu redesenho que deverá iniciar-se com a fase de análise das necessidades, após redefinição do público-alvo, bem como com uma avaliação e reformulação cuidadas das perguntas de escolha múltipla nos testes do curso. Com este estudo espera-se poder contribuir para um maior conhecimento a nível nacional acerca da experiência de avaliação de cursos e-learning, beneficiando em particular cursos online em infoliteracia implementados por bibliotecas universitárias cujo impacto as mesmas pretendam avaliar.

Ano: 2016
Autor(es): Teresa Alexandra Cardoso de Oliveira Ramos
Editora: Universidade do Porto, Faculdade de Engenharia
Projeto

Innovative Learning Approaches for Implementation of Lean Thinking to Enhance Office and Knowledge Work Productivity -ILA LEAN

O projeto pretende desenvolver materiais didáticos para melhorar o conhecimento necessário à implementação do pensamento Lean nos locais de trabalho. Pretende-se melhorar a eficácia do ensino/aprendizagem de conteúdos Lean aplicados ao trabalho administrativo e intelectual, potenciando o ensino a distância. Sobre este tema, o projeto criará um curso para tablets , um conjunto de jogos (serious games) , e um manual do formador (como aplicar os jogos).

Projeto financiado pelo programa Erasmus+, dinamizado numa parceria entre diversas entidades europeias.

Entidades parceiras portuguesas:  Universidade do Minho, e Latino Group.

Data: 2016 - 2017
Promotor: Politechnika Rzeszowska im. Ignacego Lukasiewicza PRz (Polónia)
Quem é quem

Francisco Sousa

Professor Auxiliar do Departamento de Ciências da Educação da Universidade dos Açores. Coordenador da pós-graduação em e-learning na Universidade dos Açores. Investigador do CIEC – Centro de Investigação em Estudos da Criança. Co-convenor da rede 3 (Curriculum Innovation) da EERA (European Educational Research Association).

Curriculum DeGóis

Categorias: Professor
Entidade: Universidade dos Açores
Repositório

Development and Assessment of an E-Learning Course on Breast Imaging for Radiographers: A Stratified Randomized Controlled Trial

Background: Mammography is considered the best imaging technique for breast cancer screening, and the radiographer plays an important role in its performance. Therefore, continuing education is critical to improving the performance of these professionals and thus providing better health care services. Objective: Our goal was to develop an e-learning course on breast imaging for radiographers, assessing its efficacy, effectiveness, and user satisfaction. Methods: A stratified randomized controlled trial was performed with radiographers and radiology students who already had mammography training, using pre- and post-knowledge tests, and satisfaction questionnaires. The primary outcome was the improvement in test results (percentage of correct answers), using intention-to-treat and per-protocol analysis. Results: A total of 54 participants were assigned to the intervention (20 students plus 34 radiographers) with 53 controls (19+34). The intervention was completed by 40 participants (11+29), with 4 (2+2) discontinued interventions, and 10 (7+3) lost to follow-up. Differences in the primary outcome were found between intervention and control: 21 versus 4 percentage points (pp), P<.001. Stratified analysis showed effect in radiographers (23 pp vs 4 pp; P=.004) but was unclear in students (18 pp vs 5 pp; P=.098). Nonetheless, differences in students’ posttest results were found (88% vs 63%; P=.003), which were absent in pretest (63% vs 63%; P=.106). The per-protocol analysis showed a higher effect (26 pp vs 2 pp; P<.001), both in students (25 pp vs 3 pp; P=.004) and radiographers (27 pp vs 2 pp; P<.001). Overall, 85% were satisfied with the course, and 88% considered it successful. Conclusions: This e-learning course is effective, especially for radiographers, which highlights the need for continuing education.

Ano: 2015
Autor(es): Inês C. Moreira, Sandra Rua Ventura, Isabel Ramos, Pedro Pereira Rodrigues.
Editora: Journal of Medical Internet Research
Repositório

Carta da Qualidade para o e-Learning em Portugal

A carta da qualidade e-Learning que aqui se apresenta corresponde a um exercício desenvolvido pela TecMinho – Interface da Universidade do Minho e pela Quaternaire Portugal no âmbito do projeto Panorama e-Learning Portugal 360°. O exercício destina-se a criar uma proposta de carta da qualidade para servir de referência a operadores e governação, uma vez que não existe, em Portugal e em português, um instrumento deste tipo. Esta proposta de carta de qualidade resulta de um estudo de Benchmarking internacional e do estudo “no terreno” e com os operadores, ou seja, o estudo realizado em Portugal entre 2013 e 2014.

Ano: 2014
Autor(es): Ana Augusta Silva Dias, Alda Leonor Rocha, Fátima Correia, Manuela Neves, Paulo Feliciano
Editora: TecMinho
Quem é quem

Nuno Pena

Desde 2011, desempenho funções de Diretor da UnYLeYa (empresa de e-Learning do Grupo LeYa), sendo responsável pelo desenvolvimento de soluções de e-Learning e b-learning à medida para contextos de formação profissional, tendo como base estratégias inovadoras de instructional design para a formação de adultos e suportadas em ferramentas tecnológicas avançadas. De 2006 a 2011, desempenhei funções de Diretor de Formação (Chief Learning Officer) na Associação Portuguesa de Seguradores. Fui também fundador e responsável pela Academia Portuguesa de Seguros, entidade que desenvolve Cursos de Pós-Graduação, Cursos de curta, média e longa duração, num total de 200 cursos por ano (formato presencial, b-learning e e-learning), tendo por alvo os cerca de 22.000 profissionais das áreas de Seguros, Banca e Crédito Especializado em Portugal, bem como em alguns Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa. Entre 2000 a 2006, fui Diretor de Formação Blended-Learning e Gestor de Unidade de Negócios e-Learning em duas empresas de consultoria em Portugal (EMELES e Sinfic). Atualmente investigador de Pós-Doutoramento no ADVANCE – Centro de Investigação Avançada em Gestão do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), Investigador Colaborador da Unidade de Investigação Educação e Desenvolvimento – UIED (Faculdade de Ciências e Tecnologia – Universidade Nova de Lisboa), Doutorado em Gestão, especialidade em Gestão da Informação (Universidade Aberta), Mestre em Comunicação Educacional Multimédia (Universidade Aberta), Pós-Graduado “Formação Educacional” – Ciências da Educação (FCSH, UNL) e Licenciado em Filosofia (FCSH, UNL). Colaboro ainda como revisor em algumas revistas académicas e faço parte do IADIS International e-Learning Conference e do International Institute for Applied Knowledge Management (IIAKM).

Categorias: Consultor, Perito, Professor
Entidade: UnYLeYa
Quem é quem

José Bidarra

Professor na Universidade Aberta onde leciona regularmente unidades curriculares nas áreas de narrativas digitais, multimédia e e-learning, para além de exercer várias funções de coordenação académica. As suas atividades de investigação estão centradas nas áreas do e-learning, ebooks, jogos e media digitais, tendo a seu cargo a orientação de diversas teses de mestrado e de doutoramento. Colabora frequentemente em projetos transnacionais e presta serviços pontuais de consultadoria e formação profissional junto de diversas organizações.

Categorias: Consultor, Formador, Perito, Professor
Entidade: Universidade Aberta