Quem é quem

André Anjos

Inicia o seu percurso como gestor de conteúdos na plataforma de e-Learning do Instituto Nacional de Administração, tendo acompanhado a gestão de várias ações de formação profissional em e-Learning e b-Learning. Participou no desenho e conceção de recursos tecnicopedagógicos através de ferramentas de autor, assim como foi instructional designer em várias ações de formação em e-Learning. Foi administrador do sítio comunidades@ina, no qual participou enquanto facilitador de várias comunidades de prática orientadas para as temáticas da Administração Pública e da Governança. Atualmente, é o administrador das tecnologias de suporte à formação a distância na Direção-Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas, onde exerce funções como técnico superior, e participa em vários projetos relacionados com as tecnologias da informação, e-Learning e desenvolvimento organizacional.

Categorias: Consultor
Entidade: Direção-Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas
Quem é quem

Leonor Rocha

Professora/formadora e consultora nas áreas da educação e formação profissional, com trabalhos desenvolvidos nas áreas do e-Learning, Aprendizagem ao Longo da Vida/Formação de Adultos, Abordagem por Competências, entre outras.

Colabora com inúmeras entidades públicas e privadas, em Portugal e PALOP.

Categorias: Consultor, Formador, Perito
Quem é quem

Ana Dias

Gestora do Centro e-learning da TecMinho/Gabinete de Formação Contínua da Universidade do Minho. Coordena uma equipa de técnicos e e-formadores que implementam cursos e-learning in-campus (na UMinho e IES) e off-campus (instituições nacionais e internacionais). Tem experiência como docente do ensino superior presencial e e-learning, é formadora e consultora.

Categorias: Consultor, Formador, Perito
Entidade: TecMinho
Repositório

e-Learning: Reflexões sobre cenários de aplicação

O e-Learning é uma temática que entrou definitivamente na agenda educativa e constitui uma alternativa válida e legalmente enquadrada nas modalidades especiais de educação escolar enunciadas na Lei de Bases do Sistema Educativo Português. Configuram-se vários cenários de e-Learning não só no âmbito da formação contínua e do ensino recorrente, mas também no contexto do ensino secundário através da modalidade Blended Learning. Por conseguinte, exige-se uma reflexão quer em torno dos conceitos de ensino a distância e de e-Learning, quer das metodologias de desenvolvimento e das modalidades de utilização. Esta comunicação apresenta as principais linhas dessa reflexão e as diferenças entre as especificações SCORM e IMS Learning Design no desenvolvimento de conteúdos de aprendizagem, ilustrando-as com a exploração de uma das plataformas de e-Learning que mais interesse tem despertado na actualidade: Moodle Course Management System.

Ano: 2007
Autor(es): Vítor Gonçalves
Repositório

Teorias e Práticas do B-Learning

No atual contexto de uma sociedade dominada pelas tecnologias são muitos os professores que acreditam nas mais-valias que poderão advir da sua exploração em prol da aprendizagem. O uso de sistemas de gestão da aprendizagem (como o moodle) – ou outras ferramentas web – espelha quase a totalidade do universo dos professores que, de modo geral, não relatam grandes dificuldades na sua utilização mas que, normalmente, restringe o seu aproveitamento à disponibilização de recursos digitais, à receção online de trabalhos dos alunos/formandos e, em alguns casos, ao uso dos fóruns e do e-mail para o esclarecimento de dúvidas. Quando os fóruns são utilizados para a discussão das matérias em estudo os professores/formadores sublinham a dificuldade em motivar os alunos e, para contrariar essa tendência, por vezes atribuem classificações às participações. As diretrizes educativas atuais apontam a meta a atingir mas não o percurso a seguir. Este cenário desencadeia a necessidade de avaliação sobre as melhores aproximações pedagógicas para obter uma exploração qualificada esta é a principal finalidade desta obra que é dirigida aos professores de todos os níveis de ensino, formadores, responsáveis de formação, consultores e-learning e todos os envolvidos nos processos de ensino-aprendizagem. A sua leitura abrirá caminhos para a exploração eficiente das atuais tecnologias web em prol da motivação e consequente diminuição do insucesso escolar. A abordagem teórica com a explicitação de casos práticos de planificação pedagógica da formação e cenários de aprendizagem digital poderá servir de inspiração, reutilização e adaptação a diferentes contextos. O percurso evolutivo na construção de conhecimentos no contexto do e-learning é ilustrado neste livro ao longo de um projeto de construção de um curso a distância.

Ano: 2011
Autor(es): Paula Peres, Pedro Pimenta
Editora: Edições Silabo
Repositório

Manual de Utilização da Ferramenta de Criação de Conteúdos eXeLearning+

O presente manual pretende explicar o funcionamento das diversas funcionalidades da ferramenta de criação de conteúdos. Inicialmente, é efectuada uma abordagem às diversas componentes da ferramenta (menus, ambiente de autoria e propriedades dos conteúdos). Depois, apresenta-se o processo de instalação da ferramenta, e de seguida as diversas actividades, denominadas iDevices, que servirão à construção de conteúdos. Cada actividade é abordada individualmente com exemplos de utilização.

Ano: 2007
Autor(es): Ana Dias, Luís Valente, José Bidarra, José Carvalho, Paula Escudeiro, Paulo Dias, Sofia Torrão
Editora: TecMinho
Repositório

Bibliografia – Curso Concepção de e-conteúdos para e-learning

O recurso didáctico “Bibliografia Comentada”, sendo um instrumento pensado para aprofundar/explorar determinadas temáticas relacionadas com a “concepção de e-conteúdos para eLearning”, encontra-se estruturado de modo a tornar-se inteligível e de utilidade imediata tanto para o formando como para o formador. A Bibliografia é constituída por um conjunto de fontes de informação científica correspondentes a cada módulo do curso “Concepção de Conteúdos para e-Learning”, tendo este produto como principal objectivo permitir aprofundar e explorar as temáticas a abordar no curso “Concepção de e-Conteúdos para e-Learning”.

Ano: 2007
Autor(es): Ana Dias, Luís Valente, José Bidarra, José Carvalho, Paula Escudeiro, Paulo Dias, Sofia Torrão
Editora: TecMinho
Repositório

Manual Técnico do Formando – Curso Concepção de e-conteúdos para e-learning

Este manual está estruturado em três partes. A primeira contém informação que incide sobre aspectos gerais de contextualização do próprio curso, os seus objectivos e o papel do formando.
Na segunda parte, será disponibilizado o plano geral de desenvolvimento dos temas, Módulos e Unidades, do curso de “Concepção de e-Conteúdos para e-Learning”.
A terceira parte contém um aprofundamento do desenvolvimento temático, incluindo as actividades propostas para cada unidade, bem como os modos de avaliação da aprendizagem.

Ano: 2007
Autor(es): Ana Dias, Luís Valente, José Bidarra, José Carvalho, Paula Escudeiro, Paulo Dias, Sofia Torrão
Editora: TecMinho
Repositório

Manual Técnico do Formador – Curso Concepção de e-conteúdos para e-learning

Este manual está estruturado em três partes. A primeira contém a informação que incide sobre aspectos gerais de contextualização do próprio curso, os seus objectivos, os pré-requisitos e o perfil do formador. Na segunda parte, será disponibilizado o plano geral de desenvolvimento dos temas, Módulos e Unidades, do curso Concepção de e-Conteúdos para e-Learning. A terceira parte contém um aprofundamento do desenvolvimento temático, incluindo uma apresentação detalhada das planificações, das orientações metodológicas e das actividades propostas para cada unidade de aprendizagem.

Ano: 2007
Autor(es): Ana Dias, Luís Valente, José Bidarra, José Carvalho, Paula Escudeiro, Paulo Dias, Sofia Torrão
Editora: TecMinho
Repositório

Referencial de Formação [Curso:Concepção de e-Conteúdos para e-Learning]

O curso de Concepção de e-Conteúdos para e-learning está desenhado de modo a ser pragmático e de utilidade imediata para o formando, no sentido de lhe proporcionar competências e meios que lhe facilitem a utilização das tecnologias e ferramentas para a concepção e produção de e-conteúdos para e-learning. É dada grande ênfase às novas tecnologias, nomeadamente, à Internet, às ferramentas Web e a software open-source específico que facilite o desenvolvimento de e-conteúdos de acordo com os pressupostos do e-learning, e de acordo com as normas e standards internacionais para e-learning. O curso é composto por duas componentes, uma componente Pedagógica e uma componente Técnico-Pedagógica.

Ano: 2007
Autor(es): Ana Dias, Luís Valente, José Bidarra, José Carvalho, Paula Escudeiro, Paulo Dias, Sofia Torrão
Editora: TecMinho